Vacina russa contra as infecções do novo coronavírus mostra 92% de eficácia, aponta estudo

quarta-feira, novembro 11, 2020



A primeira vacina russa para prevenção e o combate contra as infecções do novo coronavírus, batizada de Spuntik V, comprovou eficácia de 92%, de acordo com os primeiros resultados, divulgados nesta quarta-feira (11/11), pelo Centro Gamaleya e pelo Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF, na sigla em inglês). "As primeiras análises de dados iniciais da vacina Sputnik V contra a COVID-19, durante a terceira fase dos ensaios, demonstraram uma eficácia de 92%", informaram o desenvolvedor do imunizante e o fundo soberano da Rússia.  

O anúncio da Rússia ocorre num momento em que a corrida pela vacina contra a COVID-19 ganhou avanços nesta semana, especialmente com aviso de eficácia da farmacêutica americana PfizerOs estudos iniciais, divulgados hoje, são apenas o segundo a ser publicado em meio ao esforço global para achar uma vacina e frear a doença, que já matou mais de 1,2 milhão de pessoas no mundo e devastou a economia planetária. A Rússia registrou a vacina contra o coronavírus em agosto, o primeiro país a fazer isso, em busca da aprovação para começar a produzir o imunizante em larga escala.


Foto: Sergei Ilnitsky/EFE/EPA


Fonte: R7

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ