Vacina de Oxford produz resposta imune em idosos acima de 70 anos

quinta-feira, novembro 19, 2020



A vacina potencial contra o coronavírus, desenvolvida pelo laboratório em parceria com a
University of Oxford
, produziu uma forte resposta imune em idosos com mais de 70 anos de idade. Os dados sobre a segunda fase de estudos clínicos foram publicados na quinta-feira (19/11) na revista científica "
The Lancet
", que é referência mundial na área farmacêutica.

Os pesquisadores testaram a dose, denominada ChAdOx1 nCoV-19, em um experimento com 560 adultos saudáveis, incluindo 240 com mais de 70 anos, para observar seu impacto no sistema imunológico e possíveis efeitos colaterais. Os "resultados preliminares promissores" indicam que esta vacina SARS-CoV-2 oferece "resultados de segurança e imunogenicidade semelhantes em idosos saudáveis ​​do que naqueles com idade entre 18 e 55 anos", segundo o texto da
The Lancet
.

Os dados, obtidos no final de outubro, mas publicados na íntegra somente hoje, sugerem que pessoas com mais idade, mais suscetíveis a morrer em decorrência da COVID-19, podem desenvolver uma robusta imunidade. "As respostas robustas de anticorpos e células T vistas em pessoas mais velhas em nosso estudo são encorajadoras", disse Maheshi Ramasamy, consultor e co-investigador principal do
Oxford Vaccine Group, Department of Paediatrics, University of Oxford
.

Dentro de 14 dias após a primeira dose, os pacientes geram uma resposta das células T. Já a geração de anticorpos ocorre 28 dias após a dose de reforço (que atacaria o vírus quando ele circula pelo sangue ou sistema linfático). "Esperamos que isso signifique que nossa vacina ajude a proteger algumas das pessoas mais vulneráveis ​​da sociedade, mas mais pesquisas serão necessárias antes de termos certeza", completou.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ