Falha de hardware em supercomputador atrasa apuração da eleição 2020

domingo, novembro 15, 2020




A lentidão constatada na apuração dos votos das eleições municipais deste domingo (15/11), aconteceu porque houve uma falha de hardware no supercomputador do Tribunal Superior Eleitoral, afirmou em coletiva à imprensa, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso. "Foi um problema técnico e não há nenhuma relação com o ataque DDoS. Foi uma falha no núcleo do processador do supercomputador. 

O problema já foi reparado", garantiu, sem porém, abrir maiores detalhes sobre a infraestrutura de TI utilizada. Segundo ainda Barroso, os 'dados dos tribunais regionais eleitorais de mais de 400 mil seções no País chegaram de forma normal ao TSE e a falha foi no próprio TSE'. "Nós somos os responsáveis pela lentidão do processo. Foi um problema de hardware", adicionou o presidente do TSE, que não revelou o nome do fornecedor do equipamento que deu problema. 

O atraso mais evidente é o da apuração de São Paulo, onde o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, aparece na pesquisa de boca de urna como o rival de Bruno Covas, do PSDB, no segundo turno eleitoral. Barroso não explicou porque os TRE's, que então com o sistema em dia, não podem fazer a divulgação dos seus dados.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ