Denúncias contra atendimento de servidores já estão 230% acima de todo 2019

domingo, novembro 01, 2020

 


Denúncias por causa do atendimento de servidores públicos federais dispararam 230% em 2020 e alcançaram, com larga vantagem, a máxima da linha histórica, iniciada em 2015, da Controladoria-Geral da União - CGU. Entre 1º de janeiro de 2020 até a última quarta-feira (28/10), a CGU recebeu 469 denúncias com o assunto "Atendimento" no âmbito de órgãos do governo federal. O ápice do período aconteceu em maio, com 79 denúncias.

O número registrado nos primeiros 10 meses de 2020, marcado pela pandemia e pelo atendimento remoto, é mais que o triplo do computado em todo o ano passado, quando foram feitas 142 denúncias com o mesmo assunto. Inclusive, 2020 vence com folga ao se comparar com qualquer outro ano após 2015, início da série história disponibilizada pela Controladoria. Até então, o recorde anual tinha sido em 2018, com 186 manifestações.

Em 2020, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é o órgão do governo federal que mais foi alvo de denúncias por causa do atendimento de servidores públicos. A autarquia recebeu 73 manifestações até outubro. Março, abril – quando se iniciou a pandemia do novo coronavírus no país e as agências de Previdência Social fecharam por medidas de segurança – e julho foram os três meses com mais notificações: 12, cada.

Procurada, a CGU informou não ter como afirmar qual o teor das manifestações. "A ouvidoria destinatária é que faz a análise preliminar, pois muitas podem ser imprecisas, com assunto equivocado, por exemplo", explicou. Essa disparidade pode acontecer porque a atribuição do assunto é feita pelo próprio manifestante, que pode, inclusive, optar por não se identificar. Para realizar uma manifestação, acesse o Fala.Br (clique aqui). A proposta de reforma administrativa enviada pelo governo federal ao Congresso Nacional propõe, dentre outros pontos, que demissões de servidores públicos também ocorram por desempenho insuficiente.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ