COVID-19: Fiocruz desenvolve projeto de uma vacina nacional

sexta-feira, novembro 06, 2020



A
Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)
investe no desenvolvimento de uma vacina inteiramente nacional contra a
COVID-19, em um esforço paralelo ao convênio para a produção em massa, prevista para 2021, do imunizante da
University of Oxford/
AstraZeneca
. São três projetos distintos, baseados em tecnologias diferentes, que estão em fase inicial de testagem em animais.
Dois deles podem estar concluídos para registro já em 2022; o terceiro, somente no ano seguinte.

O acordo firmado entre a
Fiocruz
e a farmacêutica britânica
AstraZeneca
prevê a transferência de tecnologia da vacina de
Oxford
, com início da produção em janeiro do ano que vem. Isso significa que o Brasil terá acesso à tecnologia e autonomia para continuar produzindo o imunizante. A previsão da
Fiocruz
é de que a fabricação chegue a 210 milhões de doses em 2021. Ainda assim, a entidade defende que a importância de desenvolver novas tecnologias, sob o argumento de que há possibilidade dos projetos nacionais mostrarem resultados mais eficientes e com menos efeitos colaterais.

"O mundo tem sete bilhões de habitantes, quanto mais vacinas disponíveis tivermos, em diferentes plataformas, melhor", explicou a vice-diretora de qualidade de Bio-Manguinhos/, Rosana Cuber. "Essas vacinas não serão introduzidas agora, ainda estamos na fase de estudos pré-clínicos, em animais, mas são uma aposta de médio prazo".

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ