Segurança Pública: Novo Quartel dos Bombeiros ocupará o terreno do Edifício Andrea

quinta-feira, outubro 15, 2020

 

A nova unidade de salvamento receberá o nome de 15 de Outubro, data que marca a tragédia. O quartel representará um reforço operacional naquela região de bairros com bastantes edifícios


O Governo do Ceará vai construir um novo quartel do Corpo de Bombeiros Militar (CBMCE) em Fortaleza. O equipamento será erguido no mesmo terreno onde existia o Edifício Andrea, que desabou há exato um ano, deixando nove vítimas fatais e sete pessoas resgatadas com vida. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (15/10) pelo governador Camilo Santana, por meio das redes sociais do Governo. Também participaram da solenidade virtual o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, o secretário da Segurança P Defesa Social, Sandro Caron, e o comandante do CBMCE, coronel Holanda.

“Estamos anunciando a autorização para a construção do novo quartel exatamente no local da tragédia do prédio. Essa é uma parceria com a Prefeitura de Fortaleza, que também partiu da necessidade de ter mais um equipamento em uma área importante de Fortaleza para atender as demandas do Corpo de Bombeiros. O quartel foi todo projetado de forma sustentável. Tem inclusive uma cobertura verde, energia solar e iluminação natural” informou Camilo Santana, que fez questão de se solidarizar, mais uma vez, às famílias que perderam seus entes queridos.

O Quartel 15 de Outubro, como será chamado, ficará no bairro Aldeota, região da Capital com maior adensamento de prédios. A nova unidade será um reforço operacional para o CBMCE naquela área, que envolve ainda os bairros Dionísio Torres, Meireles, Cocó, Guararapes, entre outros, e têm como característica a verticalização de suas edificações.

O terreno foi desapropriado pela Prefeitura de Fortaleza, que pagou o valor de R$ 1.785.000. Para o prefeito Roberto Cláudio, o equipamento vai dar mais segurança à população que reside e trabalha naquele perímetro. "É uma área de muita densidade vertical, muitos prédios, comércios, moradores. Uma área residencial e comercial que tem riscos especiais de incêndio e eventualmente outros riscos associados à função do Corpo de Bombeiros e que ganha um equipamento de primeiro mundo para que a gente tenha ainda mais segurança", disse.

Sandro Caron, secretário da Segurança Púbica e Defesa Social, também enxerga na nova instalação esse papel de proteção. “Esse novo quartel vai representar um ganho operacional e um novo aparato importantíssimo para a atuação do Corpo de Bombeiros, uma vez que ele estará na área mais verticalizada da cidade”, pontuou.

O grupamento estará preparado para ocorrências que exijam os equipamentos adequados para as particularidades da região. Para isso, uma das três escadas Magirus adquiridas pelo Governo do Ceará ano passado será utilizada neste Quartel. A proximidade diminuirá o tempo de resposta dos Bombeiros para atendimentos a chamados da população nessa área.


O Quartel

Para se adequar às dimensões do terreno, com 681 metros quadrados, o projeto foi feito para um quartel verticalizado, com térreo de pé direito duplo e mais dois pavimentos, onde ficarão as áreas de serviços, administrativas e operacionais. O subsolo será utilizado para as demais viaturas administrativas. Em respeito às vítimas da tragédia, o local receberá também um memorial.

Edifício Andrea

Há um ano, Fortaleza vivenciava um dia triste com a notícia do desabamento de um edifício residencial no bairro Aldeota. A tragédia deixou nove vítimas fatais e sete pessoas foram resgatadas com vida. Foram 103 horas de operação no resgate às vítimas comandadas pelo Corpo de Bombeiros do Ceará, que contou com o apoio de centenas de voluntários, policiais militares, funcionários da Pefoce, Defesa Civil, Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Exército Brasileiro, Samu, entre outros. Cerca de 130 bombeiros estiveram envolvidos diretamente na ação, que teve seus trabalhos encerrados no dia 19 de outubro.

À frente dos serviços, coronel Holanda destacou o sentimento um ano após o ocorrido. "São dois sentimentos muito fortes. O primeiro de solidariedade e o outro de gratidão. Fica aqui a nossa solidariedade às famílias das vítimas que infelizmente não conseguimos resgatar com vida. Mas, ao mesmo tempo, ficamos também felizes ao saber que conseguimos retirar sete pessoas com vida daqueles escombros. Tenho certeza que os familiares das vítimas se sentiram abraçados por toda a sociedade cearense, que compartilhou daquela dor e sofrimento", ressaltou o comandante do Corpo de Bombeiros.

Para ele, o Edifício Andrea está no topo da lista de ações mais importantes realizada pela corporação. “Ao longo dos 95 anos de história do Corpo de Bombeiros, a gente não tem dúvida que foi a mais complexa ocorrência atendida pela instituição”, enfatizou Holanda.


  • 15 de outubro de 2020

Fhilipe Augusto  - Texto
Corpo de Bombeiros e Ascom Casa Civil - Fotos



Fonte: Coordenadoria de Imprensa do Governo do Ceará Casa Civil


Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ