Monitor de Secas aponta aumento da área com seca fraca para mais de 60% do Ceará

quarta-feira, outubro 21, 2020


Entre agosto e setembro, área com seca fraca no estado saltou de 40,29% para 63,32% do território cearense

­
A última atualização do Monitor de Secas aponta que, no Ceará, houve uma expansão da área de seca fraca no centro e no sul do estado. Os impactos são de curto e longo prazo na região central e de curto prazo nas demais áreas. Entre agosto e setembro, aconteceu um forte aumento da área com seca fraca no território cearense, saltando de 40,29% para 62,32%. Esta é a maior área com seca desde fevereiro deste ano, quando 68,3% do estado registrou o fenômeno.


O Mapa do Monitor de Secas de setembro indica o aumento das áreas com seca em 14 das 19 unidades da Federação acompanhadas: Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins. A redução de áreas com o fenômeno aconteceu somente no Rio Grande do Sul. Três estados que passam por forte seca permaneceram com 100% de seus territórios com o fenômeno em setembro: Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina. A Bahia se manteve no patamar de 68% de sua área com seca.


Fonte: Assessoria de Comunicação Social da
Agência Nacional de Águas - ANA

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ