Vice-presidente do COI diz Olimpíadas serão realizadas com ou sem pandemia

segunda-feira, setembro 07, 2020


John Coates, vice-presidente do COI - Comitê Olímpico Internacional garantiu nesta segunda-feira (07/09) que as Olimpíadas acontecem "com ou sem COVID-19". Adiada por conta da pandemia do novo coronavírus, a edição de 2020 dos Jogos está marcada para julho de 2021, em Tóquio, no Japão. "O tema dos Jogos seria 'Jogos de Reconstrução' depois da devastação do Japão pelo tsunami", disse ele em entrevista à AFP, referindo-se a ao tsunami de 2011. "Agora serão os Jogos que venceram a COVID-19, uma luz no fim do túnel". Uma pesquisa revelou que  a maioria dos japoneses não quer que as Olimpíadas sejam realizadas. Menos de 1/4 dos japoneses (23,9%) apoia a realização dos Jogos em 2021. 
Os restantes se dividiram entre adiar os jogos (36,4%) ou cancelar essa edição (33,7%). Mesmo assim, Coates destacou a decisão do governo japonês em manter a realização. Disse que o país "não largou o bastão" apesar da "tarefa monumental" de atrasar a realização em 1 ano. "Antes do coronavírus, Thomas Bach [presidente do COI] disse que estes são os Jogos mais bem preparados que já vimos, as instalações estavam quase todas concluídas. Agora estão concluídas, a vila é incrível, todos os arranjos de transporte, está tudo bem" afirmou Coates.
Para garantir a realização da competição em 2021, uma força-tarefa foi criada com a missão de analisar os diferentes cenários. O grupo, formado por japoneses e membros do COI, se reuniu pela 1ª vez na última semana. "O trabalho deles agora é examinar todas as medidas que serão necessárias para que as Olimpíadas sejam realizadas", disse Coates. "Alguns países vão ter [a pandemia] sob controle, outros não. Teremos atletas, portanto, vindo de lugares onde está sob controle e alguns onde não está", analisou. "São 206 equipe, então há uma tarefa gigantesca sendo realizada no lado japonês".

Fonte: Poder 360

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ