Morre de coronavírus o médico defensor da cloroquina

sábado, setembro 05, 2020

Atuante da linha de frente no combate à COVID-19, o médico Guido Céspedes morreu, na sexta-feira (04/09), após 45 dias internado na UTI em Sinop (MT). Céspedes tinha 46 anos e foi o responsável por criar e protocolar a distribuição do "KIT COVID" em Sinop, um conjunto de medicamentos que continha hidroxicloroquina, substância defendida pelo presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro e que não tem efetividade contra a COVID-19 comprovada por especialistas e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 
O médico tinha comorbidades, como diabetes, sobrepeso e pressão alta, e seu quadro de saúde foi se agravando ao longo dos dias de internação. Pelas redes sociais, a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli, lamentou a morte do profissional de saúde. "Depois de alguns meses de luta, o médico Guido Céspedes veio a falecer esta tarde. Um servidor dedicado, corajoso que fez muito por todos nós. Na linha de frente, assinou o protocolo do 'KIT COVID' e deu o seu melhor ao nosso município. Neste momento de dor, me solidarizo com a família e deixo aqui um abraço apertado", postou a mandatária.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ