Ministro Pazuello estuda inserir cloroquina no Farmácia Popular

terça-feira, setembro 01, 2020

cidade
Hidroxicloroquina | Foto: Divulgação - 

Medicamento é utilizado para tratar pacientes com infecções causadas pelo novo coronavírus

Ministério da Saúde avalia incluir a hidroxicloroquina no rol de produtos fornecidos gratuitamente ou com desconto de até 90% pelo Programa Farmácia Popular. Desde julho deste ano, a pasta realiza estudos sobre a viabilidade econômica para distribuir o remédio, mais ivermectina 6 mg e azitromicina 500 mg, para pacientes com COVID-19, conforme documentos obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo. Se confirmada a mudança, esses medicamentos passam a ser subsidiados pelo programa, que tem orçamento de R$ 2,5 bilhões para este ano.
Hoje, a cifra é destinada a reembolsar farmácias credenciadas em cerca de 80% dos municípios do país pela venda de 35 produtos. São 20 fármacos gratuitos, como os de diabete e hipertensão. Os descontos se aplicam a contraceptivos e fraldas geriátricas. De acordo com a tabela de preços definida pelo governo, custa R$ 25,00 cada caixa com dez comprimidos de sulfato de hidroxicloroquina 400 mg. Pessoas infectadas pelo coronavírus e que, ao utilizarem a hidroxicloroquina, conseguiram vencer o patógeno.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ