Comprovado: Ivermectina reduz carga viral de paciente com infecções do coronavírus

sexta-feira, setembro 25, 2020

 


Está confirmado pela ciência: a ivermectina reduz a concentração viral de pacientes afetados pelo COVID-19. A primeira etapa de um trabalho desenvolvido por cientistas argentinos é a primeira evidência científica disponível no mundo que consegue verificar o efeito dessa droga sobre o coronavírus no organismo de pacientes infectados. As informações são do jornal Clarín, da Argentina. O resultado foi divulgado na quarta-feira (23/09) pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. 

É uma experiência que começou há quatro meses e esteve a cargo de um consórcio público-privado liderado pelo cientista Alejandro Krolewiecki, do Tropical Diseases Research Institute da sede regional de Oran da Universidade Nacional de Salta (UNSa). Os especialistas explicaram que a administração de ivermectina, na dose de 0,6 miligramas por quilograma de peso (três vezes a quantidade normalmente usada) "produz a eliminação mais rápida e profunda do vírus quando o tratamento é iniciado nos estágios iniciais da infecção ( até 5 dias a partir do início dos sintomas)".

O estudo teve início no final de maio, após a seleção do consórcio entre os projetos do COVID-19 financiados pelo ministério. Neste caso, foram atribuídos quase 6 milhões de pesos para a realização dos ensaios, testes e avaliações. Os testes clínicos foram realizados em 45 pacientes com doença leve ou moderada em diferentes centros de saúde (CEMIC, Muñiz e Alta Cuenca de Cañuelas). Desse total, 30 receberam ivermectina em altas doses e o restante ficou como controle. Eles incluíram medições de segurança de medicamentos, quantificação de vírus em secreções respiratórias e níveis de ivermectina no sangue.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ