Mortos no Líbano já são mais de 100 e há risco de falta de alimentos

quarta-feira, agosto 05, 2020

Criança ferida após explosão na região portuária de Beirute, em hospital na capital do Líbano - IBRAHIM AMRO/AFP
Imagem: IBRAHIM AMRO/AFP - 


"De acordo com a Cruz Vermelha Libanesa, o número de mortos já seria de mais de 100 pessoas, além de 4 mil feridos. Muitos, segundo a entidade, ainda estão presos nos escombros dos prédios atingidos pela explosão", informa o jornalista Jamil Chade. O governador de Beiruteستوديو مروان Marwan Abboud, revelou que a estimativa é de que mais de uma centena de pessoas continuam desaparecidas, inclusive bombeiros.

"O que estamos testemunhando é uma enorme catástrofe", disse o chefe da Cruz Vermelha do Líbano, George Kettani. "Há vítimas e feridos por toda parte". "Mais de 100 perderam suas vidas". Nossas equipes ainda estão realizando operações de busca e resgate nas áreas próximas", disse a entidade nesta quarta-feira. Outra preocupação se refere ao abastecimento de alimentos. O porto armazenava 85% dos estoques de cereais do país e principalmente o trigo, essencial para a base da alimentação da população, destaca Jamil Chade em sua coluna no UOL.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ