Governo eleva rombo primário previsto para 2021 a R$233,6 bilhões em Orçamento sem Renda Brasil

segunda-feira, agosto 31, 2020

Sem Renda Brasil, Orçamento eleva em 18% verba do Bolsa Família - Hora 1 MT
Após reduzir em quase 100 bilhões de reais a projeção para as receitas federais em 2021, a equipe econômica aumentou o rombo primário previsto para o governo central a 233,6 bilhões de reais em seu projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) do ano que vem, que ainda não contempla a criação do Renda Brasil. O projeto foi encaminhado nesta segunda-feira (31/08), ao Congresso Nacional Brasileiro e, com o déficit indicado, o governo fechará o oitavo ano seguido com despesas públicas acima das receitas, sem economia para o pagamento da dívida pública.
Em abril, quando encaminhou aos parlamentares o Projeto Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2021, que estabeleceu os parâmetros para o projeto do Orçamento, o governo havia estipulado um déficit primário de 149,6 bilhões de reais para o ano que vem. À época, a equipe econômica já havia pedido, no texto, flexibilidade para que a meta fiscal então fixada fosse mudada sempre que as receitas para o próximo ano fossem recalculadas, o que aconteceu no PLOA.
Fonte: Reuters - Jornalista Marcela Ayres

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ