Rombo no BNDES foi de mais de 4 bilhões, nos governos Lula e Dilma aponta TCU

segunda-feira, junho 29, 2020



Tribunal de Contas da União - TCU divulgou, na quarta-feira (28/06), ter constatado irregularidades em contratos firmados entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES e empreiteiras investigadas pela Lava Jato. As falcatruas foram cometidas entre 2006 e 2013, durante os governos de Lula e Dilma Rousseff. Segundo o relatório técnico do TCU, o BNDES pagou o dobro do valor correto para a a construção de rodovias em países como AngolaGana e República Dominicana.

No total, o banco brasileiro liberou US$ 2,1 bilhões (mais de R$ 8,5 bilhões em valores atuais) para exportações de bens e serviços de empreiteiras como Odebrecht Queiroz Galvão, quando o valor máximo deveria ter sido de US$ 1 bilhão. Coincidência ou não, AngolaGana e República Dominicana foram alguns dos países aos quais Lula, já durante o governo Dilma, foi fazer suas palestras-fantasmas, bancadas justamente pelas empreiteiras da Lava Jato. Agora, o caso será analisado pelos juízes do TCU.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag