Hidroxicloroquina e cloroquina seguem e resultados saem em junho de estudos brasileiros

terça-feira, maio 26, 2020

OMS suspende testes, mas Brasil não muda protocolo para uso da ...


Os estudos mais relevantes já iniciados no Brasil sobre o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina para tratamento do coronavírus não serão interrompidos. Um deles, feito pela Coalizão COVID-19 - (integrada uma rede de hospitais: Hospital Israelita Albert EinsteinHCorHospital Sírio-LibanêsHospital Moinhos de Vento, BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pela rede BricNet -Soluciones en Informatica-), já incluiu todos os 1.100 pacientes na pesquisa. A maioria já finalizou o tratamento e os resultados agora poderão ser observados.

Não faria sentido, portanto, interromper a pesquisa, mesmo depois que a Organização Mundial da Saúde - OMS interrompeu um estudo que fazia com hidroxicloroquina em 18 países para avaliar a segurança. A OMS tomou a decisão depois que a revista científica inglesa The Lancet publicou pesquisa feita com dados de 96 mil pessoas internadas com COVID-19 em 671 hospitais de seis continentes, indicando que o uso dos medicamentos estava ligado a maior risco de arritmia e de morte.

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ