Dez regras para ir ao supermercado de forma segura

domingo, maio 03, 2020

Coronavírus muda padrão de consumo do brasileiro | VEJA

É uma contradição: muita gente tem se preocupado em limpar minuciosamente os produtos que chegam do supermercado, mas não demonstra o mesmo nível de cuidado quando está no estabelecimento fazendo as compras. Preparamos um pequeno guia com a síntese do que os especialistas têm dito sobre o que é preciso fazer para proteger você e os demais frequentadores dos supermercados – lembrando que o ideal é fazer compras online sempre que possível. As orientações foram supervisionadas pelo médico otorrino Alexandre Hamam.
1. Sem mão no rosto: Esta é a regra número um. O supermercado é um local em que todos colocam as mãos em todos os lugares, e o vírus pode estar depositado em qualquer produto. Se o olho coçar ou o óculos estiver frouxo, resista bravamente ou higienize muito bem as mãos com álcool em gel antes de qualquer gesto ligado ao rosto.
2. Álcool em gel sempre: Use-o para limpar as mãos antes de entrar no supermercado e, na volta, no momento entre abrir a porta do carro e sentar-se. E também uma ou duas vezes durante as compras. É bom ter lenços de papel para espalhar o produto onde você segura o carrinho. E, ao final das compras, não esqueça de limpar também o cartão (usar dinheiro neste período não é recomendado).
3. Não use o celular: O aconselhável é nem levar o aparelho para dentro do supermercado, para não cair na tentação de utilizá-lo durante as compras. Além de o celular ser um condutor em potencial do vírus, por facilitar a aproximação entre mãos e rosto, trata-se de uma distração potencialmente perigosa: a pessoa deixa de se concentrar no que está fazendo e pode muito bem colocar a mão no nariz ou nos olhos sem perceber.
4. Máscara obrigatória: Você deve estar usando máscara ao entrar no supermercado, mas é provável que encontre outros frequentadores ou mesmo funcionários sem esse adereço tão importante. Sempre que puder escolher, tente manter distância especialmente das pessoas sem máscara.
5. Não use luvas: Ao contrário do que ocorre com as máscaras, as luvas não são recomendadas pelos especialistas, pelo simples fato de que elas dão uma falsa sensação de segurança. Na prática, elas apenas se tornam uma "pele" substituta, com o mesmo potencial de carregar o vírus e os mesmos riscos de contaminação caso as mãos sejam levadas ao rosto.
6. Distância segura: Faça o máximo para não se aproximar de outras pessoas. Isso significa estar atento para dar passagem nos corredores ou eventualmente mudar a trajetória para buscar caminhos menos congestionados. No caixa, fique a um metro e meio de quem está à frente.
7. Sem papo furado: No caixa ou durante as compras, converse o essencialmente necessário, como perguntar a um funcionário a localização de um determinado produto que está mais difícil de encontrar. Faça isso a pelo menos um metro e meio de distância.
8. Roteiro eficiente: Organize previamente a lista de compras num roteiro lógico, em que os produtos semelhantes fiquem próximos. A ideia é passar o menor tempo dentro do estabelecimento e fazer o menor percurso possível. Não precisa ser uma corrida, no entanto: vá com calma e mantenha a tolerância e a gentileza em relação aos demais frequentadores. E lembre-se de que não estamos enfrentando desabastecimento e não há qualquer indício de que isso ocorrerá, de tal forma que não é necessário estocar produtos muito além do necessário.
9. Escolha os melhores horários: Se você já conhece o estabelecimento, deve ter alguma noção dos momentos do dia em que o movimento é menor. Em geral, há uma tendência de concentração de pessoas no início da manhã e no final da tarde, e também em torno do meio-dia. Dez e meia da manhã ou três e meia da tarde tendem a ser horários de menor movimento.
10. Vá sem companhia: Ir em dupla ou em família ao supermercado, neste momento, significa multiplicar os riscos sem a menor necessidade. Mesmo que a proposta seja que uma pessoa cuide de determinada parte das compras e a outra cuide da outra parte, o resultado prático é a ampliação dos riscos.


Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ