Bolsonaro pede apoio de governadores para congelar salários de servidores

quinta-feira, maio 21, 2020



O presidente da República Jair Messias Bolsonaro prometeu, em reunião por videoconferência nesta quinta-feira (21/05), com governadores, sancionar o projeto de socorro a entes federativos e pediu apoio no veto ao trecho sobre o reajuste salarial para servidores públicos até o fim de 2021. "O motivo dessa pauta é falar para os senhores porque temos que trabalhar em conjunto, a sanção de um projeto [de socorro] que é uma continuidade de outras leis, há pouco aprovadas, de um auxílio, um socorro aos governadores, também acessível a prefeitos, de aproximadamente R$ 60 bilhões", disse Bolsonaro na abertura do encontro.
"O que se pede apoio aos senhores é a manutenção de um veto muito importante", seguiu o presidente. De acordo com Bolsonaro, congelar reajustes na remuneração de todos os servidores públicos até o fim do ano que vem é o "remédio menos amargo" para o funcionalismo, "mas é de extrema importância para todos os 210 milhões de brasileiros". "Tivemos as mais variadas propostas, como por exemplo a redução de 25% dos salários. Em comum acordo com os Poderes, chegamos à conclusão, que congelando a remuneração e os proventos dos servidores até o fim do ano que vem, esse peso seria menor, mas de extrema importância para todos nós", afirmou.
Bolsonaro esclareceu que esse congelamento de salários não afetaria progressões e as promoções. "Elas continuarão acontecendo normalmente, não serão atingidas".


Fonte: CNN

Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop Tag

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ