Einstein e Sírio-Libanês estão autorizados para usar plasma de pacientes curados de coronavírus para tratar casos graves

domingo, abril 05, 2020



O consórcio dos hospitais Albert EinsteinHospital Sírio-Libanês e USP - Universidade de São Paulo receberam autorização da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) para começar a fazer testes clínicos com plasma de pacientes que já se recuperaram do coronavírus em doentes em estado grave.

Nos Estados Unidos, a agência que regulamenta medicamentos, a U.S. Food and Drug Administration (FDA), autorizou o tratamento experimental contra a Covid-19 usando plasma de pacientes que já se recuperaram da doença provocada pelo novo coronavírus. Um estudo feito com cinco pacientes graves internados em um hospital da China, usando o mesmo método, já demonstrou eficiência.


Voce pode ler também

0 comentários

Publicidade - Themoneytizer

Denakop

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ